Lúcida e Casual

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Com sorrisos forçados
Pra sair melhor na foto
Desse album de mentiras
Em que se escolhe a mais bonita
Pra pôr no seu porta-retrato
Da sala de ilusões
Que permanece do meu jeito
Tão escura e tão vazia
Onde a poeira dos armários
Já não dá mais alergia
E as palavras de outros dias
Já não me ferem mais

Mas...
Se as cortinas se fecharem
E a sua ausência
Subir ao palco e roubar a minha cena
Eu saberei que o meu esforço fora em vão
E o meu corpo sentirá a gravidade
Sem tirar os pés do chão


Autor(es): Bruno Ellery Woody