Malaka Blues

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Desde os doze anos
fumo e tomo nos canos
minha vida se arrasta
entre marcadas e enganos
pois sou malaka
vou cantar o malaka blues
Tem o olhar sereno
como o Nazareno
pregado na cruz
Dessa gente toda
alguém eu já guentei
mas o que fiz na vida
nem eu mesmo sei
pois sou malaka
vou cantar o malaka blues
Tem o olhar sereno
como o Nazareno
pregado na cruz
Os homens me perseguem
sempre sem cessar
me batem e me prendem
mas nada vai adiantar
pois sou malaka
vou cantar o malaka blues
Tem o olhar sereno
como o Nazareno
pregado na cruz


Autor(es): George Johnsom

Las canciones más vistas de

Kães Vadius en Octubre