Maloca dos meus amores

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Que saudade, da maloca onde eu morava
Tinha tudo que adifício não tem
Água na fonte, não fartava não
Nossa luz à querozene
Não apagava também

A noite tinha sempre serenata
O terrero da Maria
Em frente ao botequim do Zé
Cada qual com seu amor
Bem agarrado
Ponha sentido no caso
E diga se é bão ou não é

Desde que mudei pra cidade
Me adescurpe, essa verdade
Não me sinto bem
Cada vez que uma maloca é derrubada
Seu dotor tem a palavra
É o pogresso que vem

Que saudade meus senhores
Da maloca dos meus amores

Las canciones más vistas de