Mão do Sol

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Um artefato lançado dos deuses
Viera dançando distâncias no céu
O vilarejo se assustou de ver
O raio de fogo
Dizem os antigos que é mal agouro
Mas são os deuses que dizem lá fora
O teu destino te cabe na mão e nó se desfaz
Com a força do pensamento

Que é a tua crença que vai dizer,
Determinar o teu lugar no mundo
Pega na mão do sol e bota fé
Pra encontrar o teu lugar no mundo

Falam de agosto o mês do desgosto
Para evitar a soleira da escada
E dos poderes que o gato preto tem
Mas tudo é nada
No vilarejo a crendice anda solta
Como é bonito o folclore orado
Guardo o contado
Mas deixa morando longe do lugar
De pensar coragem e movimento


Autor(es): Bernardo Do Espinhaço

Las canciones más vistas de