Radiola

Mar Aberto

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Mar aberto
Bar aberto
Um distante
Outro perto
Um deserto, outro certo
Nun descanso, no outro zero
Num me molho, no outro seco
Se querer céu é ter um teto
Perder de vista, se encontrar
Ou compromisso, se atrasar
Ou comprimido, se acalmar
E se demora posso ficar
Preciso conversar com meu querido amigo, o mar
Pedir que me devolva os versos
Que lhe hei dado pra guardar
Sejam eles bons ou maus
No que dizem, a ânsia é de falar
De tempos idos e vividos
Do minuto que se foi, para não mais voltar
Momento certo esperarei
Ondas mansas e areia vêm buscar...
Do branco papel retirarei
Lembranças todas guardarei
Vivas, como se as próprias coisas fossem
E aos tempos de então, retornarei


Autor(es): Gerson Mascarenhas / Radiola