Madrugada

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Agora é madrugada, escuto passos lá fora
Alguém passando apressado como quem perdeu a hora
Contemplo a rua molhada, todo mundo foi embora
Sem nada que me agrade, me abate a tua demora

No silêncio entrecortado pelo som de um gemido
De gente ou de algum bicho abandonado ou ferido
O vento trás um perfume para mim desconhecido
E eu continuo esperando, desamparado e perdido.

No meio da madrugada um carro ilumina a rua
Mas passa rapidamente e minha espera continua
O céu ainda nublado não tem estrelas nem lua
Será que ela se engana que a isso alguém se habitua

No escuro da madrugada, olhando pela janela.
Impaciente esperando a manhã dos olhos dela
Meu coração sente frio e a saudade revela
No gelo dessa demora a minha alma congela

Espero na madrugada e tua lembrança me aperta
Quem dera você chegasse por essa rua deserta
Eu descobri que te amo e deixei a porta aberta
Se você viesse agora seria a hora mais certa.


Autor(es): Paulinho Natureza

Canciones más vistas de

Paulinho Natureza en Septiembre