Meu Cais

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Nos velhos mares eu navegava
Jamais sonhei ancorar
Tantas histórias eu inventava
Sem ter ninguém pra escutar
Acendi as manhãs, de estrelas do mar
Nas águas
E eu bebi das canções, o doce do sal, das mágoas

Quantas vitórias vendi pro tempo
Depois do vento soprar
Porque a vida é do sentimento
Tal qual o barco é do mar
E você se chegou, como o luar
Na areia
Tinha os gestos de amor, os olhos de amar
Sereia

Vi que o horizonte escondia no além
Meu cais, meu porto seguro também
Se o bom da vida, é o sabor de saber querer bem
Quero mais.

Eu quero histórias de nunca esquecer
Desses segredos que tem os casais
Enquanto a vida fizer de você, o meu cais
Quero mais, seu cais.


Autor(es): Eudes Fraga / Paulinho Tapajós

Las canciones más vistas de

Paulinho Tapajós en Noviembre