Mastruço e Catuaba

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Veio a comadre bater no portão lá de casa
Pra contar que o meu compadre, nem começou já acaba
Esse cara precisa de um chá
De mastruço e catuaba
Disse que faz uns seis meses que o fuque fuque anda ruço
Esse cara precisa de um chá
De catuaba e mastruço

O miguel chegou da espanha
Pra abrir um restaurante, boate e boteco
Era louco por vedete
Mas na hora "h" não armava o boneco
Suava perdia os sentidos
Y voltaba a si sin saber donde estaba
Taí mais um caso pra chá
De mastruço e catuaba

Um moço tão delicado
Que longe de mim comenta que era paca
Voltou da lua-de-mel
Babando a gravata, esticado na maca
Disse que se constrangera
Que a noiva era mais cabeludo que urso
Esse nem com muito chá
De catuaba e mastruço

Entrevistaram o cacique
Famoso guerreiro tatutacuntara
Índio que além de peitudo
Também possuía vergonha na cara
Tem bem mais de trinta filhos
É o tacape maior que se viu lá na taba
Graças a tupã e ao chá
De mastruço e catuaba


Autor(es): Aldir Blanc

Canciones más vistas de

Aldir Blanc en Febrero