Lirinha

Memória

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Lembra?
Era festa da colheita
Lembra?
Uns soldados que dançavam
Sei do circuito cerebral da recordação
A construção do que passou no lobo frontal
Mas eu voltei pra replantar a tua memória

Como uma flecha nas mãos de bolt
De um lado a vida do outro a vida

Eu sei que eterna é tua firmeza
Na direção que sobe a montanha

Lembra bem da noite de onde saímos
Nunca apagarei tuas palavras da memória iaiá
Quem mais que você pode esquecer
Quem sou?

Quem me oferece um outro mundo?
Quem entrará no seu lugar?

A tua mão que plantou meu tempo
Pelo escuro e pela névoa bruta

Dentro
Dos arquivos do passado
Capacidade de lembrar em outro tempo
Do vento futuro que passou na flor do tempo
Vai alteração química vou no contratempo
Da tua memória

Como uma flecha nas mãos de bolt
Como uma folha nos pés de padaratz

Eu sei que eterna é tua firmeza
De um lado a vida do outro a vida

A crença hindu num deus que dança
A crença grega que tudo volta

A minha história é canção de bêbados
Feito uma árvore que come pássaros


Autor(es): José Paes De Lira