Meus Dias De Peão De Estância

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Nem bem começa a semana
A lida bruta me espera
Menos mal, que o tempo é bom
Começo de primavera
Hay um potro desgarrado
Pra buscar numa tapera

Vou beneficiar um touro
Que ficou junto à mangueira
Da zaina curar o lombo
Que anda cheio de basteiras
Trocar o rabicho velho
De um moirão, lá, da porteira

Assim, vou levando a vida
Sempre abençoado por Deus
Buscando a luz dos caminhos
Na luz desses olhos teus
Domando pelas estâncias
Cavalos, que não são meus

Até na arte do couro
Tenho um pouco de talento
Da lonca de um potro mouro
Vou preparar mais um tempo
Pra ajoujar aos meus arreios
Dos quais, eu, tiro sustento

Mas, com o campo florido
Também se aproxima a esquila
Parece, que estou vendo
A caponada nas filas
Quando a guaiáca se enche
E se estufa dos pilas

Canciones más vistas de

Adriano Tarouco en Diciembre