México: Paraíso Das Cores Sob o Signo do Sol

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Arriba, Viradouro!
Uma tequila pra comemorar
Um lenço vermelho,
Sombrero na mão
O México em cores vou cantar!

Brilhou o quinto sol,
O povo se manifesta
Sopra um "vento mestiço",
Uma avenida em festa
Traz o gênio que ilumina a canção
As cores que dão forma à "criação"
Chegou o áureo tempo de reviver

A história, o alvorecer,
De uma nação guerreira
Os templos sagrados vão resplandecer
Palácios bordados irão renascer
Obras de uma "vida inteira"
Um dia sangra o chão,
Desejo do invasor
Sofri na traição do opressor

Chegam piratas, jóias se vão
Olhos " vidrados" em busca do ouro
Pro fundo do mar vai a ambição
Ninguém vai levar o meu tesouro

Meu sangue eu entrego à terra
À liberdade
"O grito" vai raiar o sonho de felicidade!
A fé que desata os nós
Une a gente de novo
Caudilhos guerreiros se abraçam ao povo
Ouve-se a voz da revolução
São dias pra guardar no coração
Eu vi a força da arte popular
E com meus versos "colori" o azul do mar

Ao sabor do tempero,
Receitas pra dar e vender
Vi a cidade maior se render
À magia de uma paixão
A dor da saudade vou festejar, é tradição
Hoje eu poço a sua benção,
Senhora do meu coração!


Autor(es): Floriano / Gustavo Da Marbela / Sacadura Cabral

Las canciones más vistas de

Wander Pires en Octubre