Aldir Blanc

Mico Preto

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu nunca dei um jeitinho
Vim devagarinho, penando
Tentando acertar
Neguinho não me deu nada
A não ser porrada, sermão, passa fora
E eu lá
Tem parasita na ativa exportando divisa
E eu suando a camisa
Por honra da firma
A vida é assim:
Até minha gata dá pra todo mundo
Só não dá pra mim
Se um bacana me chuta
Eu peço desculpas e luto pra não complicar
Se me chamar de bagaço, agradeço, obrigado
Um abraço, isso aí! Até já!
Não tenho tempo pra sarro, o sapato furou
Acabou o cigarro, meu time perdeu
Guincharam meu carro, pisaram o meu calo
E até a comida o cachorro comeu

Mas sou brasileiro
Adoro esse coreto
É agora ou nunca
Já não tem talvez
Tão me dando gelo
Tirei o Mico Preto
Mas vem aí a minha vez!


Autor(es): Aldir Blanc / Moacyr Luz

Canciones más vistas de

Aldir Blanc en Octubre