Nada

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu ontem tive um sonho
Que me fez ver muitas coisas
Coisas muito distantes
No tempo e no espaço

Coisas maravilhosas
Pelas quais vale a pena lutar
Que foram e voltarão
Que não são porém serão

Seus olhos tristes e mortos
Não podem ver muito além
Se prendem ao dia de hoje
Como tudo o que deve haver

Há um sinal à distância
Que afirma o porvir
Enquanto existir o medo
Ele nunca chegará

Talvez num dia distante
Ontem e hoje se encontrem
Os caminhos se multiplicam
Mas eu sei pra onde ir

Amanhã é o começo
E nada mais importa
A porta da eternidade
Está aberta para nós


Autor(es): Paulo Malária

Canciones más vistas de

Acidente en Septiembre