Moço Domero e Moça Bonita

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

O meu pai moço domero
Minha mãe moça bonita
Papai de bombacha larga
Mamãe vestido de chita.
Meu pai galopeava um potro
Na volta do corredor

Minha mãe estendia roupa
Na praia do quarador
Minha mãe abana um pano
E assusta o potro do pai
Que perde a doma e se arrasta
E corcoveando se vai.
Se vai, se vai, e corcoveando se vai

Mamãe atiça os cachorro
Pede a Deus livrá o perigo
E da um grito lá do tanque
Não cai que eu caso contigo!
Meu pai floreando os ferro
Por onde o garrão alcança
Mandava dizer pro vô

Domingo eu trago as aliança.
Minha mãe correu nas casa
Contar que tinha noivado
Minha vó perguntou pra ela
Se era o moço do bragado.
Não cai, não cai, não cai que eu caso contigo
Não cai, não cai, é o moço do bragado

Este mesmo minha mãe disse
Pra mim não existe outro
Meu pai cruzava de volta
Tapeando e assoprando o potro.
Minha mãe correu na janela
Mandou o santo sem alarde
Larga esse e encilha um manso
E vem toma um mate mais tarde.
O meu pai chegou na estância

Só pensando no namoro
Deixou o bragado na soga
E aperto as garra num mouro.
Meu pai, meu pai só pensando no namoro
Deixou o bragado na soga
E aperto as garra num moro
Deu de volta ao trote largo
Trinando espora e barbela
Minha mãe cevava um mate
Com o coração na cancela.
Chegou um homem d’acavalo!

Disse o vô lá do galpão
Permisso! Disse meu pai
Que apeou de chapéu na mão.
Quero casá com sua filha!
Meu pai disse de vereda
Minha mãe trocou de ponta
Com olhos de labareda.
Meu pai, meu pai, meu pai disse de vereda
Quero casá com sua filha com olhos de labareda.
Meu avô todo arrepiado
Achou falta de respeito

E antes que minha vó chegasse
Minha mãe disse: Eu aceito!
Nem que meu vô não quisesse
Ou que minha vó fosse contra
Minha mãe por ser baguala,
Disse: Vamo que eu to pronta!
Meu avô puxou dum trinta
Minha vó disse uns desaforo
O meu pai saltou pra fora
E a mãe foi “desmaniá” o mouro

E a mãe, e a mãe, e a mãe foi desmaniá o moro
Meu avô puxou dum trinta e a vó disse uns desforo...
Disse meu pai pra minha mãe:
Aperta a cincha num upa!
Que eu só vou me despedir
E já te ergo na garupa.
Outra hora tu da tchau!
Disse minha mãe pro meu pai
Vamo embora que ta tarde
Ou daqui a pouco nem tu vai

Meu avô deu uns três tiro
Minha vó se assustou e caiu
Foi uma baita escaramuça
E a mãe com o pai fugiu
E a mãe, e a mãe, e a mãe com o pai fugiu
Assim deu esse romance
Pouco disso se acredita
O meu pai moço domero
Minha mãe moça bonita
Papai de bombacha larga,
Mamãe vestido de chita
Se vai, se vai e corcoveando se vai
Não cai, não cai
É o moço do bragado


Autor(es): Cristian Camargo / Rogerio Villagran

Las canciones más vistas de

Marcelo Oliveira en Octubre