Nada Vazio

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Escuto pela casa o que as paredes dizem
Falam sobre nada e nada que me importe

E mesmo pelas ruas cada esquina insiste
Repetem a mesma coisa, a mesma coisa
A mesma coisa até que eu me esgote

Tanto lixo que eu ouvi
Tanto inferno que assisti
Ficou um vazio imenso
Sem poesia, sem canção
Sem alma sem coração
Isso é o que eu penso

Hei seu Zé, hei seu João
Será que no futuro vão
Lembrar do seu talento?

Hei seu Zé, hei seu João
Será que no futuro vão
Dizer que isso é talento?

" E assim repetem
O céu de dia é azul
A água é molhada
O norte é ao contrário do sul
Ser doce não é ser salgado
Ser liso não é ser enrugado
O amor é dor
Es bela como uma flor, meu tesão
Por isso eu bebo até cair
Morrendo de amor".

É engraçado, não entendo como.
A culpa é minha, eu nunca entrei na onda
Será que é porque eu vi atrás do muro?
Do outro lado há mais
Há mais quem me responda.

Tanto lixo que eu ouvi
Tanto inferno que assisti
Ficou um vazio imenso
Sem poesia, sem canção
Sem alma sem coração
Isso é o que eu penso

Hei seu Zé, hei seu João
Será que no futuro vão
Lembrar do seu talento?

Hei seu Zé, hei seu João
Será que no futuro vão
Dizer que isso é talento?

" Não me diz nada.
É coisa boa.
Eu sou seu fã, eu sou seu fã.

Meu ouvido é um pinico.
O meu olho, uma privada.
Eu sou seu fã, eu sou seu fã".


Autor(es): Camilo Melo