Na Era Dos Homens Macacos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Tempo finito é o destino de um homem normal
Das lendas ao longe se perdem na vez maquinal
Os livros se abrem são regras do nosso viver
Aumenta o som nas mil vozes, é pouco saber
Na era dos homens macacos eu vou me encontrar
Querendo viver e cumprir a tarefa de um Deus

Na era dos homens macacos eu vou me afundar
Na fossa e na lama dos erros que são todos meus
Não sou um perdido não sou, eu sei do lugar que é meu
Não sou mais que os outros não sou, mas eu sou um filho de Deus
Eu sou um dos filhos de Deus que não lembra
Que não pode ser mais que um Deus
Que não pode ser mais que um Deus
Que não pode ser mais que um Deus

Somos heróis por vivermos num mundo de dor
Somos sozinhos por não entendermos de amor
Somos alguém corrigindo as falhas de mais
Só não lembramos que somos humanos mortais
Somos os restos nas lutas das opiniões
Somos tão fracos, volúveis em nossas razões
Eu não consigo achar aquilo que é meu
Talvez eu me creia sentado no trono de um Deus

Diu ru pá diu ru pá paia
Diu ru pá diu ru pá paia

Eu não consigo achar aquilo que é meu
Talvez eu me creia sentado no trono de um Deus
Eu não consigo achar aquilo que é meu
Talvez eu me creia sentado no trono de um Deus
Talvez eu esteja sentado no trono de Deus


Autor(es): Neké

Canciones más vistas de