Nave Errante

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Minha casa é uma nave
e eu trafego só
sem contato com viv'alma, no silêncio frio das trevas
Na jornada, uma pane
e eu não volto mais
Vou através da galáxia
senão entrar nalguma órbita
Oh! Terra, oh! Terra,
onde é que estou?
me sinto sempre mais distante
Oh! Terra, oh! Terra,
onde é que estou?
fechado nesta nave errante, errante
Oh! Terra, oh! Terra
São cruéis os milenares astros
com sêres mortais
Eles não se importam muito comigo
porque são velhos demais.


Autor(es): Guilherme Arantes

Las canciones más vistas de

Guilherme Arantes en Diciembre