Noites de Abandono

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu já tentei te esquecer, mas não tem jeito,
Eternamente você vai doer em mim
Essa tristeza tomou conta do meu peito
É um tormento que parece não ter fim...
Sua indiferença é o que me mata, me rouba o sono
Feito punhal ferindo fundo meu coração
Choro sozinho em minhas noites de abandono
Neste quarto tão cheio de solidão!

Por não ter mais o teu beijo
Nem teu amor que era o meu
Ainda choro quando vejo um rosto
Que lembra o teu (que lembra o teu...)

Nem mesmo o tempo vai tirá-la da lembrança
Morrer te amando é o meu destino agora eu sei
Meu verso triste já não fala de esperança
Fala somente da paixão com que eu te amei
Não te entristeças por me ver assim sofrendo
É o meu castigo por amar-te tanto assim
Ouça os sinos - nosso amor está morrendo
E renascendo solidão dentro de mim!


Autor(es): Campos Sales / Pedro Ornellas

Canciones más vistas de