Vital Lima

Noites de Verão

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Noites de verão me lembram noites de verão
- o cio dos animais
Há cidades de eterno verão e há passados invernais.
Tendo o coração batido ouve-se um latido bem familiar...
Lobos que conhecem a solidão não sabem muito mais que uivar.

Há pessoas que estilhaçam veias e armam suas teias e a gente sente medo
Por mais que o coração segure fundo e um furo exponha o mundo - a gente põe o dedo!

São tantos mistérios...
como dominar o império do que eu sinto?
São tantos retornos, tantos ritos
- hoje minto, sempre minto.
Não sei mais de mim do que você dessa sua vida de capacho
Sei da solidão porque estou só feito um pistom solando baixo.
Mas não ligo porque o dia é hoje
o outro, não se iluda, terá o sol mais gasto...
e os verões , talvez, sempre bem-vindos
talvez sempre mais lindos
encurtem o que era vasto.


Autor(es): Vital Lima