Novos Escravos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Ele tinha apenas dezessete
E suas asas já decepadas
Dos sonhos que trazia da infância
Muitos deles já não dizem nada
E eu de fora ouço tudo
A desgraça já me cega
Qual a cor desse mundo?
Dessas almas alienadas
Do confronto ao conflito
Tudo se dá aos berros e gritos
Mutilada a mente teme
Por perguntas e verdades
É um viver sem compromisso
Sem pudor e sem estímulos
Como louco a procura de anjos
Nesse inferno preto e branco
Escravos dos seus vícios!


Autor(es): Junior UM A UM / Valdir