Os Vitrolas

O Amor É Impuro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

E a cada desespero teu
Por achar que não vale à pena estar
Conectado ao teu
Sentimento mais pervertido e impuro
Como o amor, mas livre

Eu cheguei perto de estar
Longe de você
Que se aproximava mais
Da distância de impedir
De estarmos juntos
Mas longe das prisões
Das pressões, das multidões

Prefiro até te ver partir
Do que te ferir
E ver o que foi bom morrer
Sem querer..
Eu sei que você vai estar
Aqui dentro em algum lugar
Só não sei se eu vou te chamar
Te tocar, te amar!


Autor(es): Binho Sá