O Guará Negro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu só tenho as distâncias
E então corro em segredo
Venho de noite cansada, de mata comprida
Eu sou tão sozinho

Venha ter com o fundo da noite
Juro, lhe faço coragem
Verdades me saltam do peito
Um ser que é direito quer justa metade

Eu me encontro noite sem lua
Astro em pó de brilho opaco
Mas é tempo de ter com o novo
Eu tenho coragem de sonhar profundo
Eu sou esse mundo no negro avesso


Autor(es): Bernardo Do Espinhaço

Las canciones más vistas de