O Inverno do Meu Tempo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Surge a alvorada, folhas a voar
E o inverno do meu tempo começa a brotar, a minar.
E os sonhos do passado
Do passado estão presentes
No amor que não envelhece jamais
Eu tenho paz e ele tem paz
Nossas vidas, muito sofridas,
Caminhos tortuosos entre flores e espinhos demais.
Já não sinto saudades
Saudades de nada que fiz
No inverno do tempo da vida, oh deus!
Eu me sinto feliz.


Autor(es): Cartola

Las canciones más vistas de

Elizeth Cardoso en Septiembre