Num Bugio

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

O choro da gaita cruzou pela sala embalando nós dois
Trazendo nas notas a simplicidade de um velho bugio
O tempo parou que até parecia não tem um depois
Em nosso olhares brilharam candeeiros que mais ninguém viu

Aquela cantiga não tinha nos versos palavras de amor
Mas em meus ouvidos soaram acordes de felicidade
Na noite serrana o frio deu lugar ao meu peito o calor
Por isso até hoje se escuto um bugio me bate a saudade

Na porta do rancho com lindo sorriso pedindo um abraço
Me espera com mate cevado a capricho e muito carinho
Aquela que um dia num bugio antigo seguindo meus passos
Me deu a certeza que eu não tenho a sina de matear sozinho (2x)

A nossa história quem sabe não seja a história mais linda
Que uniu duas vidas num mesmo desejo de uma convivência
Porém para mim nossa história de amor o tempo não finda
Pois do seu carinho e da sua bondade fiz minha querência

Nos mates da aurora olhando a pessoa que a vida me deu
Eu sempre bendigo a mais pura cadência no sul do país
Não sei se foi sorte destino ou coisa escrita por deus
Só sei que dançando bugio eu encontrei quem me faz tão feliz

Na porta do rancho com lindo sorriso pedindo um abraço
Me espera com mate cevado a capricho e muito carinho
Aquela que um dia num bugio antigo seguindo meus passos
Me deu a certeza que eu não tenho a sina de matear sozinho (2x)

Canciones más vistas de

Os Serranos en Enero