O Casal de Doido Que Entupiu o Padre

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Chico Tonto e Zefa Doida
Inventaram de casar
Mas como não tinha idade
Juntos os dois foram morar
Sustentados pelos pais
O dois viviam em paz
Depois que se amancebou
E quando completou um ano
Mesmo leza sem ter plano
Zefa Doida engravidou.

Chico Tonto todo dia
Vivia dizendo assim:
"Eu vou dar ao nosso filho
Um nome bem bonitim."
Zefa Doida pabulosa
Dizia toda orgulhosa:
"Vai parecer com nós dois
E assim que ele nascer
Eu vou dar pra ele comer
Pirão de carne e arroz."

Com nove meses depois
Nasceu o filho querido
Era a cara do pai
E da mãe cagado e cuspido
Zefa Doida sem parar
Começou a perguntar
A Chico Tonto assim:
Ô meu tontim, finalmente,
Qual é o nome que a gente
Vai dar a nosso bichim?"

Chico Tonto respondeu
Ligeiro igual um piau:
"O nome do nosso filho
Minha doida, é mingau!"
Aí Zefa Doida sorrindo
Disse assim: "Ou nome lindo
Vamos pra igreja agora
Batizar nosso bebé?"
Aí saíram a pé
Pra igreja sem demora.

Quando chegaram na igreja
Entraram rapidamente
Aí disseram ao padre
Por essa forme contente:
Oh, seu padre Valdemar,
Nós viemos batizar
Esse filho que nós têm
E de nós não tem quem tome!"
O padre disse: "Que nome
Vocês vão dar ao neném?"

Chico Tonto respondeu
Sem ter pensamento mau:
"Oh seu padre Valdemar,
O nome dele é "Mingau"
Retorcendo o bigode
O padre disse: "Não pode,
Mingau não é nome de gente
É nome de uma comida
Com água e massa mexida
Pra alimentar inocente!"

Chico Tonto disse: "Padre,
Me preste aqui atenção
Como é o nome do chefe
Da sua religião?"
Segurando uma capa
O padre disse: "É "Papa"
Aí Chico disse: "Afinal,
Seu chefe é "papa" chamado
Então meu filho amado
Pode se chamar "Mingal!"

Canciones más vistas de

Poeta J Sousa en Septiembre