Palavras

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Às vezes babo, espumo,
Ejacula-se palavras de mim
Noutras me calo, me capo,
Em silencio, não escuto e assim

Idéias articulam-se
Como os dedos
Começo a ter idéias!

Meu Deus!
Quem sou?
Quem fui?
Para onde vou?

Se palavras são alimentos
Talvez para o meu tormento
Você morra de fome.

Palavras às vezes
São como estradas
Tão distantes, no horizonte.

Palavras ás vezes
rebuscadas, embaralhadas as palavras
palavras às vezes embriagada
e eu me perco nessa estrada

Meu Deus!
Quem sou?
Quem fui?
Para onde vou?


Autor(es): Ricardo Falkenbach

Canciones más vistas de