Visão Moral

O Pesadelo Do Sistema

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Salve salve família
Direto de Junqueirópolis interior de São Paulo
Visão Moral, ano 2013 "O pesadelo do sistema"
O pesadelo ta de volta reivindicando denunciando esse sistema
Cada vez mais forte do que nunca
Interior ta se levantando cada vez mais, com rap contundente
Falando a realidade se medo, sem trava na língua

De volta na ativa nego é sem massagem
Visão Moral no ar fazendo sua triagem
Em alta voltagem o rap não vai parar
De bombeta roupa larga tatuagem e pá
Da rua de terra até as de asfalto
Me infiltrando na mente de quem sonha alto
Em via onda sonora nos lares invadindo
Pro boy o pesadelo o espelho pro mendigo
Exemplo pro moleque que trampa no farol
Incentivo pro bandido que toma banho de sol
Em prol de melhoria lutando a comunidade
Enquanto a minoria luta pr`acabar com o crack
Covarde é o governo que nada faz pra mudar
Enquanto existir corrupção eu vou denunciar
Pode até pá falar que eu tô errado
Então acorda pra vida e olha pro teu lado
Pois eu tô ligado todo peixe encontra a isca
Por isso que eu passo bem longe da policia
Aqui Jardim Paulista Junqueirópolis interior
Pode pá é de São Paulo Brasil se firmou
Mas como ter orgulho se é daquele jeito
Um país sem lei onde quem sofre é pobre e preto
Por isso enquanto eu tiver vivo forças pra lutar
O pesadelo do sistema sempre estará no ar

Visão Moral criticado o pesadelo do sistema
O espelho da favela de volta em cena
O sangue que jorra em cada verso há verdade
Criticado porém é o realismo sem massagem

De volta na ativa nego é sem bobeira
Como falar de paz se os cara tão de Beretta
Como falar de grana se o povo tá na miséria
E ainda veste preto de luto ta a favela
Infelizmente o aborto continua nesse país
O mano vira designer fazendo plano no Xis
Em fuga pelo túnel da penita até a rua
Gambé forja em inocente bate dentro da viatura
A mãe alcoólatra que espanca o filho pequeno
O viciado que na rua a droga ta corroendo
O mano que se pá no banco vai assaltar
A dificuldade do deficiente pra andar
Esse é meu país e ter orgulho jamais
Se a morte colou estourou a pomba branca da paz
Por isso enquanto eu tiver vivo forças pra lutar
O pesadelo do sistema sempre estará no ar

É isso aí Visão Moral no ar de volta o pesadelo
O exemplo pra rapa pra favela o espelho
Aí sistema enquanto eu tiver vivo
Vou denunciar as torturas dentro de presídio
O mendigo na rua sendo queimado pelo fardado
Inocentes morrendo passando por bandido mesmo desarmado
Hospitais lotados com maca nos corredores
O viciado se matando como se devesse favores
Aí eu te pergunto como chega armamento de uso exclusivo ?
Armamento pesado que o exercito vende pra bandido
O governo buscando droga em outro país
Pois sabe que no Brasil engravatado não vai pro Xis
O pobre rouba um biscoito pra da pro filho já vai preso
Enquanto politico rouba milhões ao vivo e sai ileso

Visão Moral criticado o pesadelo do sistema
O espelho da favela de volta em cena
O sangue que jorra em cada verso há verdade
Criticado porém é o realismo sem massagem


Autor(es): Mano Escadinha

Canciones más vistas de

Visão Moral en Julio