O Pessimista

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Reconheço na voz a mentira
Me admira a frieza do olhar
O sorriso fingido traira
Tanto inspira quem quer te matar
O discurso é de fato asqueroso
O conceito é arcaico e sombrio
Com um pretexto confuso, ardiloso
Que defende o que nunca existiu

E você que me acusa de ser pessimista
Quer que eu fique sentado e assista
Esse mundo mudando por si
Não vai mudar
Vai ficar bem pior do que está
Mais inútil dizer
Se ninguém quer saber
Não vou ficar
Vou embora pra outro lugar
Não consigo viver
Perto assim de você

Atitude é sempre covarde
Partido que não pode explicar
A pergunta se faz muito tarde
A resposta não queira escutar
Não explica a miséria do mundo
Não entende, não vai discutir
Nos ordena que mude de assunto
Diga algo que os faça sorrir

E você que me acusa de ser pessimista
Quer que eu fique sentado e assista
Esse mundo mudando por si
Não vai mudar
Vai ficar bem pior do que está
Mais inútil dizer
Se ninguém quer saber
Não vou ficar
Vou embora pra outro lugar
Não consigo viver
Perto assim de você

Las canciones más vistas de

Matanza en Septiembre