Adair de Freitas

O Rancho Dos Meus Sonhos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

De tardezita volto pras casa
depois da lida nos fundões de campo
é um rancho pobre lindeiro ao mato
sem aparatos mas cheio de encantos

Solto meu pingo lombo lavado
ajeito as garras no cavalete
e uma silhueta serena e bela
vem na janela saluda um ginete

Este é meu mundo outro não quero
todos meus sonhos moram aqui
se mais sonhasse não caberiam
neste ranchito que fiz pra ti

Vem companheira me alcança um mate
me aquece a alma com teu calor
da flor mais linda, da várzea infinda
trouxe um punhado pra ti meu amor

Uma mezita, quatro cadeiras
fogão de lenha e um catre amigo
e na parede, preso a parede
la na parede mora um quadro antigo

O joão de barro ergueu seu rancho
trouxe a parceira dias depois
só falta a prenda neste ranchito
um piazito pra entreter nos dois

Este é meu mundo outro não quero
todos meus sonhos moram aqui
se mais sonhasse não caberiam
neste ranchito que fiz pra ti

Vem companheira me alcança um mate
me aquece a alma com teu calor
da flor mais linda, da várzea infinda
trouxe um punhado pra ti meu amor

Canciones más vistas de