Zero Ora!

Ordinário Blues

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Já são quase três horas
Senta aí e me escuta
Hoje eu vou à forra
E nem sei se vou embora
O bar hoje vai ser minha igreja
O balcão o meu confessionário
O barman o meu padre otário
Me servindo esse uísque ordinário

Dessa vida sofrida
Já levei muita surra
É noite mal dormida
Cicatriz e ferida
Meu emprego é uma guerra injusta
O meu chefe é um filho da mãe
Já cansei de apanhar sem bater
Tô achando melhor eu morrer

Sou um cachorro louco
Solitário e cansado
O dinheiro é pouco
Eu ando sempre rouco
Vou beber até o dia raiar
E chorar até a noite voltar
Não peça pra eu me mandar
Você hoje não fecha esse bar

Hoje eu me apaixonei
Só que ela é casada
Serve aí mais cachaça
Tô perdido por ela de graça
O bar hoje virou meu calvário
O balcão minha cruz de carvalho
O barman qualquer pobre otário
Pra escutar meu lamento ordinário

Canciones más vistas de

Zero Ora! en Julio