Allen Halloween

O Rei da Ala

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Jesus não deixes os demônios me acordar
Embala-me até ao dia chegar
Eu sinto que no ar há algo de ruim
Que quer entrar dentro de mim

Os gangsters não vão para o céu
Nem vão ver a face à glória de Deus
O rei é Cristo, eu não sou ninguém
Abram-me a porta, eu porto-me bem
Abram-me a porta, eu porto-me bem

Alguém gritava, ninguém o ouviu
Havia trovoada, estávamos em Abril
A tensão meia horrível, chorou quando ele saiu
O rei da ala tornara-se um velho, louco e sinil
Dizem que viu a cabra quando estava no covil
Dizem que foi um guarda que lhe deu o lagartil
Ninguém o visitava, nem a mulher que o pariu
Todo o dia ele cantava a mesma canção

Os gangsters não vão para o céu
Nem vão ver a face à glória de Deus
O rei é Cristo, eu não sou ninguém
Abram-me a porta, eu porto-me bem
Abram-me a porta, eu porto-me bem

Os gangsters não vão para o céu
Nem vão ver a face à glória de Deus
O rei é Cristo, eu não sou ninguém
Abram-me a porta, eu porto-me bem
Abram-me a porta, eu porto-me bem
Abram-me a porta, eu porto-me bem (4x)
(Kriminais motherfuckers)


Autor(es): Allen Halloween