Reginaldo Bessa

Passageiro do Vento

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Alô, mulher
sou eu, passageiro do vento
no mesmo assento
viajando no meu vai-e-vem
Pois é, sou eu
que agora te ama à distância
por força das circunstâncias
e pra não me arriscar a sofrer
Pois é , bem sei
não tenho nenhum argumento
que no momento
te possa fazer entender
que já não sou
aquele que esteve ao teu lado
velando teu sono cansado
de sonhar por mim

Mulher, posso até parecer
indeciso
mas é preciso
despertar as manhãs do amanhã
Não chores
Pois chorar por amor hoje em dia
Pode até parecer covardia
aos olhos de quem nunca amou


Autor(es): Fernando Malta / Reginaldo Bessa

Canciones más vistas de