Fabio Soares

Pátria e Querência

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


A chuva cai lavando a alma
Trazendo a calma em seus pingos sombrios
Levando mágoas - como lágrimas caídas -
Que nas canhadas da vida deixaram nascentes de rios

A noite vem e desaba sobre os campos
Na lonjura do seu manto se acomodam nostalgias
Que acolheradas ao campeiro que sou
Vão comigo aonde vou e aquecem minhas noites frias

Estrelas transmitem versos, a lua faz melodias
Se formam, então, sinfonias de sublime procedência
E o verdor dos campos planos que a lua grande alumia
Junta verso e melodia pra cantar esta pátria, minha querência

Na coxilha o sol desponta
E toma conta pois é hora de brilhar
E com seus raios na distância do pago
Preparam seu costado pra noite que vai chegar

Canciones más vistas de

Fabio Soares en Mayo