Ester Batista

O Ungido

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Crente canela de fogo
Não teme batalha, não foge da guerra
Em sua voz tem poder
Ele ordena o inimigo e joga por terra
Ele tem fogo nos pés, ele tem fogo nas mãos
Quem lhe conhece avisa:
“Ele é ungido de Deus, brinca com ele não”

Ele é ungido de Deus, é fogo puro
Labareda de fogo, eu asseguro
Se estiver barreiras e muro
Vai cair por terra aqui neste lugar

Quando o anjo de Deus mover as águas
O espírito de Deus encher a casa
Vai ter línguas de fogo pra lá e pra cá

Ungido de Deus começa a orar
Ungido de Deus começa a orar
Ungido de Deus começa a orar
Vai ter línguas de fogo pra lá e pra cá

Ungido de Deus começa a orar
Ungido de Deus começa a orar
Ungido de Deus começa a orar
Já tem línguas de fogo pra lá e pra cá

Vai derramando fogo alto, fogo puro
Fogo feito cachoeira aqui neste lugar
Tem muito fogo, muita glória, muita unção
Tem labareda de fogo no meio da multidão
Crente ungido, crente sapato de fogo
Não tem medo da fornalha de nabucodonosor
Entra no fogo, anda, pula e passeia
Fornalha não tem ungido pelo anjo do senhor

Três homens ungidos eram pra morrer
Na fornalha de fogo que o rei mandou jogar lá
Mas o rei se espantou quando chegou lá pra ver
Ele viu quatro homens
Passeando no fogo pra lá e pra cá

Passeia no fogo pra lá e pra cá
Passeia no fogo pra lá e pra cá
Passeia no fogo pra lá e pra cá
Dando glórias a Deus, o Deus jeová!

Canciones más vistas de

Ester Batista en Octubre