Paixão Morena

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

A saudade bateu forte me deixando doido, doido...
Coração pulava tanto feito potro redomão.
No rádio de cabeceira “rumo a goiânia” bateu na veia,
O pensamento bem longe, lá na “cidade canção”!
Era meia-noite, eu pulei da cama feito um foguete,
Igual touro brabo rompendo o brete,
Alucinado, a dor me apertando...
Meu cavalo enxuto eu saltei no lombo e chamei na espora
E o potro de aço na mesma hora
Cantou pneu e saiu ‘rasgando’!
Trânsito livre, a pista molhada serviu de teste,
Me enveredei pela radial leste
E na marginal nem usei o freio...
Castelo branco, som sertanejo de madrugada
Motor potente cortando a estrada
E a saudade chegando o reio!

Oi, paixão morena,
Faço a proposta e a decisão é por conta dela!
Oi, paixão morena,
Ou vem prá são paulo ou em maringá vou morar com ela!

Patrulheiro rodoviário de longe acenando a mão
Pediu que eu fosse com calma, patrulheiro tem razão,
Mas a saudade insistia dizendo: vamos, pisa mais fundo!
Prá ver a paranaense não posso perder nem um segundo.
Fim da castelo, à esquerda, passando por avaré,
Ourinhos parei prá tomar um café,
A minha ansiedade sempre aumentando!
Cruzei o rio paranapanema desconsolado,
Em cambará suspirei dobrado,
Avistei londrina e fui me acalmando.
Cambé, rolândia, apucarana, mandaguari,
Passei marialva e sarandi,
Da colombo agora eu estou ligando;
Lá no horizonte surge o clarão do romper da aurora,
Acorda morena que tá na hora
E faz o café que já tô chegando!


Autor(es): Campos Sales / Pedro Ornellas

Canciones más vistas de