Mind Da Gap

Passeio Mental

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Objectividade e o ponto essencial
Basicamente original, é mesmo fulcral
Que tecnicamente falando, vou rimando
Pelas linhas desta folha qu'me esta olhando
Cansado, nao estou mais po catastrofico
Quando comeco outra estrofe, fantastico!
Apocalipse na ponta de simples caneta.
Poeta sempre serei, mas nao quero ser profeta
Comesta actividade intelectual, queimo o cabelo
Começa o sistema d'arrefecimento cererbelo
As minhas celulas cerebrais, saltam d'alegria
Paro por um momento, e penso, quase m'esquecia
A rima nao acabou, não vou cessar ou acabar
A poesia não podia parar de fluir, vou continuar
Vai sair, mais uma intercalada, cruzada, são promenores
Isto não para, nem quando fecho os estores
As persianas, vou dormir, sonho com uma letra
E outra, muitas mais juntam-se e fazem uma festa

Levo a tua mente a passear
Sentes o teu pensamento a vaguear

Original, a maneira como eu venho pa mostrar
O modo, o modus vivendi rima que esta a rimar
A filosofia e o ritmo combinado, entre:
A batida e a rima, nao sejas crente
Ouve bem o que te estou a dizer, a dizer, a dizer
Pergunta a mais alguem o que e que esta a acontecer
Sentes as tuas papilas gostativas a estalar
O teu nariz o teu odor, estas a cheirar
O que os ouvidos estao mesmo a ouvir
Fecha os olhos, e mesmo assim nao consegues deixar de sentir
A rima como ganchos por debaixo da tua pele, rasga!
Desligaste de tudo e sentes o rap que raspa!
Na tua ferida, querida, a voz que tu ouves
Terrivelmente disfarçada, de facto não e o que tu ouves
Mas, sob a capa do conselho entras na espiral
Para onde te levo eu, co'a rima original

Levo a tua mente a passear
Sente a teu pensamento a vaguear

O teu ego perdido, posso dizer? Estas fodido!
Só porque eu nao fui como os outros, comprado ou vendido
Estás escravisado, acorrentado, ja nao podes pensar
Comando o pensamento, ainda te falta encontrar
O sonho que estavas a ter quando eu penetrei!
Na tua mente, quando te encontrei!
E dormirei o teu pobre e cada ves mais fraco intelecto
Tinhas cerebro, agora so te resta o feto
Duma ideia, distante, apagada, aaaaahhh!
Pensas que te vais libertar, naaaahh!
Só quando eu quiser, sou teu mestre e senhor
Quando inspiras é um verso, quando expiras e suor
E dor! Nada de ar ou agua oxigenada
Contaminada co'a tua psique parada
Vou contar ate 3 e vou estalar com o meu dedo
Podes abrir os olhos e sair deste segredo

123! Acorda Português!

Canciones más vistas de

Mind Da Gap en Octubre