Diego Parma

Pela Estrada da Vida!

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Pelos caminhos escuros da noite, solto ar frio em desespero, estradas ficam para trás, crio a imagem de tudo terminar, parto sozinho à escuridão. Me espere, pois logo chegarei, minhas lágrimas preferem o chão a ficar dentro de mim...
Quem ficou pra trás chora, chora quem me aguarda, nada posso fazer, pois são etapas da velha estrada da vida.
Oro a todos a um ser encontrado dentro de mim, ao meu passar vejo tudo acontecer, do interior à grande cidade, encontro a violência de frente...
Vejo todos querendo se salvar, todos querendo amenizar a própria dor e no fim todos irem juntos ao mesmo lugar.
Parecia um anjo enxergando cada passo, em uma noite eu enxerguei, a importância da velha estrada da vida... A importância da velha estrada da vida... Da velha estrada da vida.


Autor(es): Diego Parma

Canciones más vistas de

Diego Parma en Julio