Penúltima canção da estrada

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vou pra onde qualquer carona me levar
Se eu chegar por lá já vou ficando
Porque nada mais me prende a nenhum lugar
Barba branca, roupa surrada, flauta de bambu
Eu vivo assim faz mais de 30 anos
Sou feliz porque não faço planos

A guitarra eu já vendi faz tempo e comi dois meses com o que me rendeu
Mas o som que tava nela hoje ainda é meu
Porque o sonho que eu sonhava ainda sei sonhar
Quantos filhos eu botei no mundo e o mundo se encarregou de criar
Cada um deles é mais velho do que eu nunca fui
Preocupados mais com o lucro que com o luar
Dizendo que o mundo não precisa mais mudar, oh, não!

Só eu sigo o vento pra onde o vento me soprar
Cada estrela é uma velha amiga me fazendo companhia onde eu me deitar
Qualquer dia eu chego ao derradeiro Katmandu
Pra viver eternamente sem pecado, soprando a flauta de bambu


Autor(es): Zé Rodrix

Canciones más vistas de