Providência

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

A primeira providência é tirar o cavalo da chuva,
Da chuva, ouhoo, da chuva
A segunda providência é botar as barbas de molho,
De molho, ehey, de molho
A terceira proviência é abrir o olho

Eu estava fazendo qualquer coisa
Onde foi o meu erro eu não sei
Pois veio um velho e insinuou que eu podia ser amigo do rei
Eu disse não, o rei é porco e eu não quero me sujar
Então o velho começou a chorar e não parou de chorar
E não parou de chorar e você vai me pagar

A primeira providência é tirar o cavalo da chuva,
Da chuva, ouhoo, da chuva
A segunda providência é botar as barbas de molho,
De molho, ehey, de molho
A terceira proviência é abrir o olho

Eu estava fazendo qualquer coisa
Onde foi o meu erro eu não sei
Pois veio um velho e insinuou que eu podia ser amigo do rei
Eu disse não, o rei é porco e eu não quero me sujar
Então o velho começou a chorar e não parou de chorar
E não parou de chorar e você vai me pagar


Autor(es): Paulo Malária

Canciones más vistas de

Acidente en Septiembre