100 Parea

Punhal Da Traição

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Ja amei e ja fui amado
No amor ja fui feliz
Hoje estou abandonado
Na vida que nunca quis
Vivo nos braços da morte
Pra mim não existe sorte
Só tristeza e solidão
Toda vez que eu saia
Minha mulher me traia
E com meu proprio irmão

Irmão que eu tanto ajudei
Dei casa roupa e comida
E como um filho cuidei
A quem dei tudo na vida
Com punhal da falcidade
Ferindo a dignidade
De quem só te fez o bem
Me pagou com ingratidão
E a dor da traição
Não desejo pra ninguem

Pensei em matar os dois
Mas cheguei a conclusão
Que minha vida depois
Só seria confusão
Mamãe enterrando o filho
Meu filho enterrando a mãe
Que seu pai herói matou
Papai chorando o destino
De um filho assasino
E o outro traidor

Resolvi não fazer nada
Mas eu não me conformei
Depois pra não ve lembra-la
A angustia que passei
A cachaça e minha amiga
Só encontro na bebida
A força que me anima
E pra superar meu drama
Encho minha cara de cana
De cerveja e cangibrina

Outro dia a encontrei
No buteco embriagada
Quase não me controlei
Quando a vi tão maltratada
Essa mulher ja foi minha
Teve vida de rainha
Hoje vive assim a toa
Bebendo de bar em bar
Sem ninguem pra le amar
Beijando qualquer pessoa

Senti um aperto no peito
Foi demais a emoção
Ao vela daquele jeito
Percebi que o coração
Quando ama de verdade
Não segura vaidade
Nem orgulho agora eu sei
Que meu amor é sincero
Ainda amo mas não quero
Perdoar mas perdoei