Joca Martins

Quando o Céu abre Porteiras

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Na escuridão a andejar saudades
Busco o horizonte a se perder no olhar
Sorvo distâncias no sabor da estrada
Passando a noite que me vê passar

Alma legüera silenciando a noite
Na imensidão a desenhar fronteiras
É a madrugada que vem se chegando
Aonde o céu vem me abrir porteiras

Quando o céu abre porteiras
E o silêncio encilha as horas
A noite figura estrelas
Na roseta das esporas

Este silêncio de amansar saudades
De olhos negros de invejar estrelas
Longe da prenda eu sou só estrada
E invento atalhos pra poder revê-las

E nas rosetas do meu par de esporas
Refletem estrelas que descem do céu
Riscam o pêlo do meu baio ruano
Depois se escodem sobre a copa do chapéu.


Autor(es): Carlos Omar Vilela Gomes / Gujo Teixeira / Marcello Caminha

Canciones más vistas de

Joca Martins en Abril