Quatrocentos Anos de Samba

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quatrocentos anos de samba
Sandália de salto
Escreve no asfalto
A história do rio
Nos versos da portela
Bateria do salgueiro
Na ginga da pastora
Que desce mangueira em fevereiro

(Vem na voz que vem do morro
A história do samba do meu Rio de Janeiro)

Em cada barracão um violão
A luz de um lampião
Chora uma história de amor
Recorda os olhos tristes da mulata
Tinham a beleza da mata
É o orgulho da cor
(Mas um dia morro abaixo atrás dela
Samba desceu da favela
E na cidade ficou)

(Vem na voz que vem do morro
A história do samba do meu Rio de Janeiro)

Em cada barracão um violão
A luz de um lampião
Chora uma história de amor
Recorda os olhos tristes da mulata
Tinham a beleza da mata
É o orgulho da cor
(Mas um dia morro abaixo atrás dela
Samba desceu da favela
E na cidade ficou, ficou)


Autor(es): Luis Antônio

Las canciones más vistas de

Elizeth Cardoso en Septiembre