Quem Sabe?

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

É duro ver tanta gente, sem destino e sem direção, vagando pelo mundo, sem amor no coração e não sabem, aonde eles vão parar,
As drogas estão à venda, qualquer um pode comprar, uma válvula de escape, uma forma de amenizar, pôr que não sabem, se o outro dia pode chegar....

Sentimento das pessoas à venda num anúncio de tv, violência corre solta nas escolas e ninguém pra combater, doenças fulminantes, o domínio aos traficantes e no olhar a esperança de que um dia isso tudo acabará...

Eu não consigo concordar com esse estilo de vida, é assim que o sangue ferve e o cérebro se agita, mas não importa muito quantas vezes eu repita, a sociedade vai ficando cada vez mais reprimida, e o tráfico de drogas, violência urbana, o governo agora e sempre, desviando a nossa grana, marginais à solta causando perigo e aquele que não rouba está virando mendigo

Brasil! O país do futebol. Nossas crianças morrendo de fome, batendo de casa em casa por um pedaço de pão, e no poder os nossos queridos ladrões, que se abastecem dos impostos de quem não tem um mísero lugar na fila do SUS, nosso presidente de aviãozinho novo, e nossos orfanatos cada dia mais entupidos com os filhos dos desempregados. E como Renato Russo disse:- Nos deram espelhos e vimos um mundo doente, doença essa imposta por quem rouba sete milhões e ainda acha pouco, e enquanto eles assistem sua tv de plasma, comendo sua pipoquinha, nós assistimos os desabrigados comendo lixo.
Brasil! Um país de riquezas, riquezas tão grandes quanto os morros do Rio de Janeiro. E aí fica a pergunta: quando isso vai mudar? E a resposta: quem sabe? Mas enquanto não sabemos, temos tempo de tirar umas férias, nadando nos nossos rios poluídos e nos bronzeando com a fumaça de nossas indústrias.


Autor(es): Mauricio Rodríguez

Las canciones más vistas de

Cinzentos en Junio