Revolta

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Rio, um dia, um mês de 1978, meu amor
Talvez seja essa a última carta e
Eu chorei estava escrito
Como na velha canção
Já li e reli e ali
Na tua assinatura eu aprendi
O amor acaba neste quarto desatento
O destinatário sou eu e o pensamento otário
De repente se detém
No remetente estava escrito você
A carta não mente
Está certo o endereço
O fim me leva ao começo
Tão cruel chorar sobre o teu nome
É em vão telefone chorar
Num papel tão atraente estranho na minha mão
Eu só queria saber que amor
Inconseqüente põe a pena em sua mão


Autor(es): Antonio Carlos Morais Pires / Moraes Moreira

Las canciones más vistas de

Marina Lima en Octubre