Resto de Esperança

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Voce plantou
A semente,do amor em mim
Fez crescer até florir
Era verde nosso amor
Dando sombra as nossas vidas
E se transformou
Numa primavera tão bonita
De repente
O verão chegou
Ressecando nossas vidas
E quebrado nossos galhos

Se voce lembrar que eu existo
Deixe ao menos ver de perto seu olhar
Sou um pobre resto de esperança
Eu sem voce
Sou um barco sem mar
Voce precisa acreditar que eu existo
Além do horizonte,terra,céu e mar
Vou vagando lentamente sem voce aqui


Voce cortou a raiz
Que plantou com tanto amor
Pra fugir com outro bem
No submundo em que me encontro
Ao me ver me deixe aqui
Há de surgir alguém
Pra plantar outra semente em mim
E florir novo coração
Novas folhas,novas flores
Novas pétalas renascerão

Se voce lembrar que eu existo
Deixe ao menos ver de perto seu olhar
Sou um pobre resto de esperança
Eu sem voce
Sou um barco sem mar
Voce precisa acreditar que eu existo
Além do horizonte,terra,céu e mar
Vou vagando lentamente sem voce aqui


Autor(es): Paulo Do Teclado / Valda Sedicias

Canciones más vistas de

Cavalo de Pau en Febrero