Helder Moutinho

Rua do Meio

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Naquelas águas furtadas
Estendidas sob um desejo
Quantas palavras contadas
Inventadas num só beijo

Naquela janela aberta
À beira-rio de Lisboa
Rua sombria deserta
Ao cimo da Madragoa

Rua do meio à Lapa
Do meio da vida
Onde o lençol destapa
A solidão esquecida

Rua do meio à Lapa
Uma história de Lisboa
Para mim
Rua do Meio à Madragoa

Quantas saudades vividas
Quantas histórias quebradas
Segredos das nossas vidas
E as mágoas amarrotadas

Em cada noite perdida
Quantos versos por cantar
Numa história prometida
Com gaivotas no olhar

Rua do meio à Lapa
Do meio da vida
Onde o lençol destapa
A solidão esquecida

Rua do meio à Lapa
Uma história de Lisboa
Para mim
Rua do Meio à Madragoa

Canciones más vistas de

Helder Moutinho en Septiembre