Sem Futuro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Alguém me liga com queixas do outro lado
A gente nem sempre tem pra onde ir
Se alguém descobre como viver ao seu lado
Sabe onde vai te ferir

Um por minuto vão nascendo os coitados
A vida tem de seguir
E a boiada em silêncio pro trabalho
Migalhas pra repartir
Pra repartir
Pra repartir
Pra repartir

Sem futuro
Sem futuro

Alguém fabrica as bombas e os decretos
Depois consegue dormir
Eu mostro os dentes, mais um tolo enfezado
Revoltas pra colorir

Lágrimas de gelo no chão ao pe da porta
Quem não sonhou em sumir
E alguém me chama chorando do outro lado
Um fim pra tudo é o preço de existir
De existir
De existir
Desistir

Sem futuro
Sem futuro


Autor(es): Leo Jaime

Las canciones más vistas de

Leo Jaime en Diciembre