Sãmarina / Novidade

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Uru uru cha lá lá lá lá
Você já pensou, você já pensou
Em minha situação
Imagine só, imagine só
Como deve estar o meu coração

Por que não vem, por que não vem
Diga logo meu bem
E se não vem, e se não vem
Eu não vou conseguir ser ninguém
Samarina, samarina, samarina linda meu amor
Samarina, samarina, onde quer que você vá eu vou
Uru uru cha lá lá lá lá

E ai então, e ai então
Só vai me restar a solidão
E ai então, e ai então
Vai ficar tão triste o meu coração
E ai então, e ai então
Eu te peço não me deixes, não me deixes nessa solidão
Não me deixes não, não me deixes não
É somente teu meu coração

A novidade veio dar a praia
Na qualidade rara de sereia
Metade o busto de uma deusa maia
Metade um grande rabo de baleia
A novidade era o máximo

Um paradoxo estendido na areia
Alguns a desejar seus beijos de deusa
Outros a desejar seu rabo pra ceia
O mundo tão desigual
Tudo é tão desigual
O, o, o, o

De um lado esse carnaval
De outro a fome total
O, o, o, o

E a novidade que seria um sonho
O milagre risonho da sereia
Virava um pesadelo tão medonho
Ali naquela praia, ali na areia
A novidade era a guerra
Entre o feliz poeta e o esfomeado
Estraçalhando uma sereia bonita

Despedaçando o sonho pra cada lado
Ô mundo tão desigual
A novidade era o máximo
Ô mundo tão desigual


Autor(es): Edson Gome / Gilberto Gil / Hebert Viana

Las canciones más vistas de

Chama Chuva en Noviembre