Santo Antônio da Patrulha

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

(Ha,ha meu Santo Antônio querido, ainda trago os lábios doces
da última rapadura que comi por aí, Tchê!)

Eu venho vindo lá de Santo Antônio
Terra querida onde nasceu meus pais
Trazendo título de cidadão
Glorioso pago dos canaviais
Muito obrigado meu senhor prefeito
Honrosa câmara de vereadores
Pela homenagem que tanto me honra
Mando a vocês um punhado de flores

Meu Santo Antônio é santo casamenteiro
A terra de um povo ordeiro
Ganhou o teu nome santo
Da grande roça cai a cana da usina
Açúcar é vitamina e adoça o verso que eu canto

(A caninha de Santo Antônio é mais gostosa
que namoro de prima em cozinha, seo)

O patrulhense é um homem famoso
Tradicional do terno de reis
Saúda Jesus na noite de natal
Segue cantando até o dia seis
O tipo entoa o fim de cada verso
Ouvindo o mestre e o contra mestre
Das Pitangueiras a Catanduva
Das Barrocadas até o Campestre

Dois violões, violino e cavaquinho
Da cidade aos Pinheirinhos
Do Monjolo ao Evaristo
O terno segue pela noite a visitar
Só ele sabe cantar o nascimento de Cristo

(O patrulhense lá no Rio Grande é o rei do terno de reis)

Quero voltar na linda Santo Antônio
Beber guarapa da cana do engenho
Comer biju dentro das tafonas
Sei quando vou, mas não sei quando eu venho
Meu povo amigo lá de Santo Antônio
Meus conterrâneos por documento
Conte comigo pra que der e vier
A qualquer hora e a cada momento.

Querida gente pelo título obrigado
Com esse verso rimado
Finalizo essa canção
Meu Santo Antônio
Por onde eu andar comigo
Vou te sempre no meu coração

(Pra terminar, vai mais um abraço pra aquela gente boa de Santo Antônio)


Autor(es): Teixeirinha

Las canciones más vistas de

Teixeirinha en Julio