Dora Vergueiro

Sete Vidas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


São sete vidas pra um povo forte
Viagem sem passaporte
Ciganos de alma redobrada atenção
Sei não, devoção e afeição na pele
Repele o que dói no couro
Transformando em ouro
Água que brota da fonte
E o monte mais alto a gente alcança
Firmeza nos pés dedicação
Na luta que segue sem descanso
Lavando com sangue a traição
Brasileiro quando cai levanta
Se adianta pra cumprir a missão
Amor no presente a joia rara
Na cara e coragem meu irmão
São sete dias de vento norte
Mudando a nossa sorte
Regando a secura e amargura desse chão
Perdão cai do céu em forma de chuva
Fazendo vingar a mudar
Pedaço de uma que floresce na outra
E o sol volta quente de repente
Trazendo essa gente mais feliz
Ferida que vira cicatriz
Risada na boca do aprendiz
Estrada bonita céu de estrelas
Poeta que chora sem razão
A seta no alvo coração
Caminho de terra no sertão


Autor(es): Cris Delanno / Dora Vergueiro